Semana Académica 2018: Cinco dias de muita música e animação

Dias depois da tão esperada Semana Académica, que decorreu entre os dias 3 e 7 de abril, no Pavilhão da Anil, é tempo de balanços para a AAUBI.

Este ano a associação académica optou por um “cartaz mais homogéneo, no sentido de ir em busca das tendências musicais da atualidade”, apontou Afonso Gomes, presidente da AAUBI. Para além desta aposta na homogeneidade dos artistas, a AAUBI manteve a tenda “Clubbing Hall” para que o “público mais alternativo não ficasse de fora”.

As intensas e longas noites começaram com a Serenata no Calvário. Isto depois de uma pequena partida feita pela associação académica no dia 1 de abril, dia das mentiras. Com algum humor à mistura, foi lançada uma publicação na página de facebook da SA 2018, referindo que, devido à chuva intensa, a Serenata não teria lugar no Calvário. Piadas postas de lado, a Serenata acabou mesmo por se realizar no local do costume. Ainda que com alguma chuva, os trajes protegeram os estudantes, que em silêncio ouviram o grupo de fados da UBI.

Horas depois, era tempo de Arraial da Cerveja, onde a tuna As Moçoilas e a Orquestra Académica Já B’UBI & Tokuskopus animaram o início da noite. A festa continuou na presença do habitué, Virgílio Faleiro e prolongou-se com Saúl e DJ Quim das Remisturas. Sempre com muita dança e animação foram vendidos cerca de sete mil litros de cerveja, aproximadamente 140 barris.

Tarik Mishlawi apresentou-se pela primeira vez na Covilhã, naquele que foi o dia menos concorrido da SA 2018. Afonso Gomes e a sua equipa pretendem reinventar este dia. “Temos que encontrar soluções para colmatar o desnível de entradas no dia a seguir ao arraial”, sublinhou o presidente da AAUBI.

Ao contrário de Mishlawi, Jimmy P já tinha estado na cidade, tendo voltado na sexta-feira da Semana Académica, dia 6 de abril.

Antes dos cabeças de cartaz, a EncantaTuna e a Desertuna, no dia de Mishlawi, e a C’A Tuna aos Saltos e a Tuna-MUs, no de Jimmy P, subiram ao palco da Anil.

Sábado, 7 de abril, Cósmic Mass e Lazy Eye Society iniciaram a noite e abriram as hostilidades para o nome mais sonante do cartaz, Richie Campbell. DJ Ride e DJ Dílcio continuaram pela noite fora, naquele que foi o dia que trouxe mais gente ao pavilhão, 3250 pessoas, cerca de duas mil com o bilhete diário.

O balanço final foi bastante positivo e os feedbacks ouvidos pela organização foram também bastante bons. A “excelente equipa que trabalhou do primeiro ao último dia” foi um dos motivos para que tudo corresse pelo melhor, tal como fez questão de salientar Afonso Gomes.

O presidente da AAUBI lamentou ainda a falta de apoio de alguns professores no que diz respeito a não adiar as avaliações. “No fundo estamos a trabalhar e está a haver uma contra força do lado de lá”, acrescentou.

O fim da Semana Académica foi, para a equipa da AAUBI, “um misto de nostalgia e de satisfação”. “É uma semana muito desgastante, ao contrário do que se possa pensar não é uma semana em que nos divertimos. O que interessa realmente é que os estudantes fiquem satisfeitos”, afirmou Afonso Gomes.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s