IV ENEBT: ciência e turismo juntam estudantes na Covilhã

Por Jéssica Estevão

A quarta edição do Encontro Nacional de Estudantes de Biotecnologia (ENEBT), organizado por estudantes de licenciatura e mestrado de Biotecnologia da Universidade da Beira Interior (UBI), decorreu de 23 a 26 de março. Este encontro contou com palestras e atividades lúdicas e turísticas que deram a conhecer a Covilhã e também a sua vida noturna.

Este encontro, que já vinha sendo organizado há cerca de um ano, acontece pela segunda vez na Cidade Neve, aquela que o viu nascer. Cerca de 200 estudantes rumaram à cidade serrana para não só assistir às palestras, mas também para participarem em workshops e atividades que fizeram com que os participantes pudessem descobrir diversas vertentes da Covilhã: foi organizado um passeio à Serra da Estrela, e o Roteiro Wool -projeto de arte urbana – onde foi possível apreciar a arte presente nas ruas covilhanenses. Também programas de cariz social, tais como festas e jantares, foram organizados para o convívio entre organização e participantes.

As palestras, realizadas no grande Auditório da Faculdade de Ciências da Saúde (FCS), contaram com diversos oradores, dando o seu contributo para a exposição de novas pesquisas e técnicas de trabalho para a área da Biotecnologia. Ao longo dos diversos discursos é possível verificar que o Ecossistema e a prática de uma ciência mais natural e biológica está cada vez a ter mais destaque e seguidores.

No segundo dia do evento, Sónia Ventura, investigadora na Universidade de Aveiro, palestrou acerca do “Desenvolvimento tecnológico na biomassa marinha” em que expôs a possibilidade de utilização de água no processo para a obtenção de pigmentos de biomassas, evitando o uso de químicos mais agressivos ou artificiais no processo de extração. Estes pigmentos, obtidos a partir de algas marinhas, são utilizados nas mais diversas áreas desde a alimentação, à cosmética como também na indústria têxtil.

Para Diana Gomes, membro da organização, o evento superou as expetativas, uma vez que “foram quatro dias de troca de conhecimento científico inovador e de experiências memoráveis” entre os estudantes e organizadores. A organizadora admite ainda que espera “que este maravilhoso encontro volte à cidade que o viu nascer”, acrescentando ainda que a atual organização terá todo o gosto em auxiliar na elaboração de uma eventual nova edição do evento na Covilhã.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s